Xuxa Meneghel: 'Agora, sim, posso dizer que estou feliz na Record TV!'

Prontinha para a segunda temporada do 'Dancing Brasil', a apresentadora abre o jogo e diz que o reality deu uma guinada em sua carreira e também em sua vida

Daniel Vilela

'O Dancing é uma virada não só na minha profissão, mas na minha vida', diz Xuxa | <i>Crédito: Blad Meneghel/Record TV
'O Dancing é uma virada não só na minha profissão, mas na minha vida', diz Xuxa | Crédito: Blad Meneghel/Record TV
Não resta a menor dúvida de que Xuxa Meneghel, como diz um de seus antigos sucessos, está de bem com a vida. Feliz pra burro e, ó, assim com o mundo, a apresentadora vai de vento em popa com a repercussão positiva do Dancing Brasil, seu primeiro grande êxito na Record TV. “Diariamente tenho aprendido e minha equipe está afiadíssima. É tudo muito bom, absolutamente perfeito”, comemora, seguindo à risca o lema de não ter preguiça, porque senão a vida enguiça. Afinal, a segunda temporada da atração estreará dia 24 de julho. “Não deu tempo de a gente esfriar, entende?”, pondera. 

A felicidade é tanta que ela não tem dúvida: o formato do reality ainda vai conquistar mais telespectadores. “Não sei onde isso vai parar, mas sei que a segunda temporada será melhor e a terceira, então, nem se fala!”, festeja, tecendo elogios ao elenco da nova edição, que reúne Alinne Rosa, Carla Prata, Carlos Bonow, Fernando Pires, Jaqueline Carvalho, Jesus Luz, Lexa, Milene Domingues, Suzana Alves, Raphael Sander, Théo Becker e Yudi Tamashiro

À vontade em sua nova casa, a mãe de Sasha diz ter encontrado, enfim, liberdade para ser ela mesma na televisão. “Eu me meto, dou opinião no programa, discordo dos jurados...”, diverte-se Xuxa, que confessou à TITITI: “Queria o Junno (Andrade, namorado dela) ao meu lado toda segunda-feira”, derrete-se, falando do desafio semanal  na telinha.

TITITI – Confessa: você esperava esse sucesso todo no Dancing Brasil? 
Xuxa Meneghel – Sempre esperamos o melhor e o melhor a gente teve. Afinal a resposta do público foi muito boa. Tenho 33 anos de carreira e posso dizer, assinando embaixo, que essa equipe é uma das melhores que tive na vida, porque todos pensam junto comigo.

TITITI – Sente-se realizada na emissora?
Quando entrei aqui, sempre que ia à direção, em São Paulo, me perguntavam se eu estava feliz e dizia que não. Isso porque ainda não tinha dado resultado para eles. Agora, sim, posso dizer: estou feliz na Record TV. Então, é um ponto positivo. Tudo está caminhando tão bem! 

TITITI – Acredita ter conseguido dar uma guinada importante na trajetória? 
Era exatamente o que me faltava depois de 33 anos na televisão, poder olhar e pensar: “Isso eu não sei fazer”. E olha que já fiz quase tudo na minha vida. O Dancing é uma virada não só na minha profissão, mas também na minha vida. Fiz pouco ao vivo, lidei pouco com esse frio na barriga. Nunca pensei que pudesse aprender tanto. Maravilhoso! 

TITITI – Pensou em oferecer um novo formato para a Record TV? 
Não, o Dancing me basta. Mas eu gosto de criança, todo mundo sabe. Porém, não tenho como oferecer um projeto agora. 

TITITI – A Maytê Piragibe levou o prêmio na primeira edição, mesmo com as notas mais baixas dos jurados na final. Faltou sintonia entre o público e os três?
Já havia acontecido isso anteriormente ao ver um participante com notas boas sair. Sem dúvida, não achei que a dança deles foi a melhor daquela noite. Se nós tivéssemos que dar o prêmio sem a participação do público seria exatamente aquilo que os jurados viram ali. A Jade Barbosa teve uma grande evolução, o Leonardo Miggiorin era sempre 8 ou 80, enquanto a Maytê sempre se manteve ali na média. 

TITITI – Ainda vamos ver você fazendo uma coreografia inteira no palco? 
Já desci até de nave espacial, então avisei que topo fazer qualquer coisa (risos)! Agora, não sei se vai dar, porque teria de ensaiar do mesmo jeito que eles fazem. E são quatro dias seguidos. Quando danço, faço uma participação, são dois dias, no máximo. Também estou sempre de vestido longo, diferente deles que já vêm preparados para a apresentação, né? 

TITITI – Indicou algum dos participantes da segunda temporada?
Não, é a produção quem faz isso e vai verificando de acordo com a agenda de cada artista. A direção só me pergunta se tem algum participante que não acho legal porque, de repente, sei alguma história que as pessoas não sabem. Por enquanto, não falei nada (risos).

TITITI – Como foi ter a família ao seu lado no último episódio?
Me sinto acarinhada. Minha filha, Sasha, veio só para me ver (ela estuda moda nos Estados Unidos), e gostou pra caramba do programa desde a primeira vez que viu. Tinha até torcida para alguns participantes. Ah, sem falar do Ju. Gostaria de tê-lo toda segunda aqui se pudesse. 

TITITI – Sasha vai seguir carreira artística?
Nem que eu queira ela vai fazer isso (gargalhadas). Sasha é muito tímida, mas já aprendeu que as pessoas chegam perto dela não para fazer nada de ruim, mas porque sentem carinho. Uma vez a vi numa entrevista colocando o cabelo na frente do rosto, toda acanhada, enquanto a mãe corta curtinho, coloca o peito pra jogo (gargalhadas). Mas é ou não é a coisa mais linda do mundo? Eu babo!

17/07/2017 - 08:53

Receba as novidades da Tititi em seu e-mail! Cadastre-se abaixo:

*preenchimento obrigatório

Conecte-se

Revista Tititi