Marcos Caruso: 'Se a novela se chama 'Pega Pega', também vou pegar geral!'

Cheio de humor, o astro do folhetim das 7 assegura: não sabe como vai se virar com a geometria de seu divertido 'quadrilátero amoroso'

Por Daniel Vilela

'Ninguém precisa de 40 milhões de dólares para viver, não (risos)?', diz, sobre a bolada em jogo na trama | <i>Crédito: Cadu Pilotto/TV Globo
'Ninguém precisa de 40 milhões de dólares para viver, não (risos)?', diz, sobre a bolada em jogo na trama | Crédito: Cadu Pilotto/TV Globo
As mãos de Marcos Caruso devem estar cansadas de ficar contando dinheiro. Quando seus personagens não estão na telinha esbanjando um punhado de dólares, vivem procurando até a última moedinha perdida no bolso da calça. Afinal, o ator já faliu – e duas vezes! – como o Feliciano de A Regra do Jogo (2015) – e até contrabandeou umas verdinhas na cueca, na pele do deputado Moacir, de Chapa Quente (2016). 

Agora, em Pega Pega, seu Pedrinho Guimarães mora – olha que é de favor – na rua da amargura após sua fortuna ter sido surrupiada dos cofres do luxuoso Carioca Palace. “Ele teve todas as mulheres aos seus pés, os melhores carros, viajou o mundo e acaba na miséria após perder o hotel. Porém, fará tudo para retomá-lo”, garante o ator.  

Vão-se os anéis, mas ficam os dedos! E Pedrinho, sem nenhum tostão no bolso, só vai poder ostentar, daqui para frente, seus amores. São tantos, e tão diversos, que mal dá para contá-los em uma mão. “Essa novela tem o agravante que meu personagem terá três mulheres. Coisa, aliás, que nunca vivi antes”, dispara Caruso, às gargalhadas. Na história, o ex-ricaço é disputado a tapa pelas personagens de Angela Vieira, Irene Ravache e Elizabeth Savalla. “Vamos ver como vou me sair”, comenta brincando o mais novo galã do pedaço. 

Diferentemente de seus adoráveis milionários da ficção, com suas fortunas e romances conturbados, o que Caruso, mais de quatro décadas de carreira, gosta, mesmo, é de contar histórias. 

Portanto, prepare-se para ver o artista dobrado, ou melhor, quadruplicado na telinha. Além de bater ponto em Pega Pega, ele dará o ar da graça em duas séries de humor: Os Filhos da Pátria e Brasil a Bordo, ambas ainda sem data de estreia. E, desde o início do mês, ele retomou os trabalhos como o hilário Seu Peru, da Escolinha do Professor Raimundo. “Desta vez ele vai ganhar o cavanhaque do Pedrinho, não tem jeito. Mas estou feliz porque passamos de ano (risos)”, comenta, referindo-se a mais uma temporada do humorístico.

TITITI – Novamente, você sai do luxo para a pindaíba, hein? 
Marcos Caruso – Mas não perco a pose nunca, meu amigo (gargalhadas). O interessante é que o Pedrinho jamais se revolta, até porque continua vivendo esse mundo de glamour à sua maneira. Veste-se impecavelmente, se acha merecedor de bons ovos beneditinos no café da manhã, estranha não poder ter seu charuto... Tudo, claro, com a ajuda do fiel escudeiro, Nelito (Rodrigo Fagundes), que subtrai tudo isso do hotel e leva para ele.

TITITI – E essas manias de grã-fino não o tornam nariz empinado? 
Pedrinho não é arrogante, muito pelo contrário, é um bon vivant, agradável, carismático e que conquista as pessoas. Ele só não sabe lidar com aquela vontade de ter um bom espumante para tomar às 4 da tarde e não ter (gargalhadas).

TITITI – Fazer comédia é mais gostoso? 
Mesmo quando faço um personagem dramático, até mesmo trágico, o humor me ajuda a chegar mais diretamente ao público, porque gera identificação. Pega Pega é bem-humorada, então me sinto totalmente em casa. Afinal, vivo fazendo as pessoas rirem há 44 anos.

TITITI – Preparado para o alardeado quadrilátero amoroso? 
Não tenho a menor ideia de como vou me virar. Sei que Pedrinho terá três mulheres: Lígia (Angela Vieira), atualmente casada com o melhor amigo dele, Athaíde (Reginaldo Faria); Sabine (Irene Ravache), com quem teve um passado apaixonado e erótico; e Arlete (Elizabeth Savalla), sua próxima musa. Se a novela se chama Pega Pega, também vou pegar geral (gargalhadas)!

TITITI – Por que o santo dele não bate com o do Eric (Mateus Solano)? 
Pedrinho conhece um segredo do empresário e, por isso, teme a relação dele com a neta, Luíza (Camila Queiroz) por achar que ele não é boa pessoa. A princípio, os dois têm uma boa relação porque o milionário é filho de um grande amigo do Pedrinho. Mas não dura nem 30 capítulos isso, viu? A Claudia Souto (autora da trama) me disse que virão muitos embates por aí.

TITITI – Vamos falar mais baixo para você me revelar: afinal, que segredo é esse?
Sai pra lá que eu ainda não sei (gargalhadas). 

TITITI – A novela faz uma crítica à roubalheira que devastou o nosso país? 
Não tocamos nesse assunto. A trama fala de um roubo a um hotel e fica nisso. Se alguém vai ter de fazer uma relação disso com A ou B, fica por conta da cabeça do público, tá? Não existe, por parte da autora, nenhum tipo de metáfora e não temos essa preocupação.

TITITI – Mas a novela não coloca o dedo na ferida e levanta a discussão sobre ética? 
Claro, as pessoas vão tirar a mão do que não é seu e colocar na consciência. Os ladrões do Carioca Palace viverão o castigo de ter 40 milhões de dólares e não poder gastá-los! 

TITITI – O que faria se colocasse as mãos numa bolada dessas? 
Ninguém precisa de 40 milhões de dólares para viver, não (risos)? Vamos combinar assim, separaria uns 10% para mim e com os outros 90% ajudaria quem mais precisasse. Ok?

26/06/2017 - 07:56

Receba as novidades da Tititi em seu e-mail! Cadastre-se abaixo:

*preenchimento obrigatório

Conecte-se

Revista Tititi