Tempo de Amar: Maria Vitória e Vicente se casam no civil e no religioso

As cenas estão previstas para serem exibidas nesta sexta-feira, dia 02.

Maria Vitória (Vitória Strada) e Vicente (Bruno Ferrari) se casam. | <i>Crédito: Globo/Marília Cabral
Maria Vitória (Vitória Strada) e Vicente (Bruno Ferrari) se casam. | Crédito: Globo/Marília Cabral

O grande dia de Maria Vitória (Vitória Strada) e Vicente (Bruno Ferrari) chegou! O bangalô recém-inaugurado de Celeste Hermínia (Marisa Orth) foi o local escolhido para a cerimônia civil. Os noivos confirmam para o Juiz de Paz o desejo de se tornarem marido e mulher na presença dos familiares e padrinhos: Celina (Barbara França) e Artur (Guilherme Leicam) ao lado de Vicente; e Giuseppe (Guilherme Prates) e Helena (Jessika Alves) com Maria Vitória. “De acordo com a vontade que ambos acabais de afirmar perante mim, de receberdes por marido e mulher, eu, em nome da lei, vos declaro marido e mulher”, diz o Juiz para a alegria dos convidados. José Augusto (Tony Ramos) puxa o brinde aos noivos.

Enquanto isso, em Portugal, Inácio (Bruno Cabrerizo), mesmo sem saber que sua amada está prestes a casar com outro, passa os dias angustiado. Em São Vital, Lucinda (Andreia Horta) experimenta o vestido que mandou fazer para o casamento de sua rival na igreja, apesar de não ter sido convidada para a cerimônia. O que ela não imagina é que Leonor (Beatriz Campos) e Gregório (Cristiano Garcia) percebem sua armação e avisam a Reinaldo (Cassio Gabus Mendes), que irá até São Vital impedir mais uma loucura da filha.

O enlace religioso segue a salvo de armações de Lucinda e longe de Inácio. A igreja está lindamente decorada com flores brancas, os convidados e o noivo esperam ansiosos a entrada de Maria Vitória. A portuguesa entra, entrega o buquê para a mãe e dá a mão para Vicente. “Eu, Vicente, recebo-te por minha esposa, a ti, Maria Vitória, e prometo ser-te fiel, amar-te e respeitar-te, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, todos os dias de minha vida”. Maria Vitória repete os votos e o padre os declara marido e mulher para a alegria geral dos presentes.

Ao interpretar a primeira noiva em sua carreira artística, Vitória Strada afirma que esse momento representa uma nova fase na vida de Maria Vitória. “Ela está muito apaixonada pelo Vicente, está perto da mãe e do pai, algo que ela não imaginava que poderia acontecer. Para ficar completo só falta a filha”. A atriz elogia o vestido que sua personagem usa no casamento: “A roupa é linda e comporta todas as características da Maria Vitória, o ombro de fora e a bota – um traço muito forte dela. É a primeira vez que ela prende todo o cabelo, o que deixa o decote à mostra”.

O vestido de renda foi inspirado em modelos da época em que se passa a novela, fim da década de 1920. Para Paula Carneiro, figurinista de ‘Tempo de Amar’ era imprescindível também que o traje seguisse alguns aspectos típicos da personagem. “Queria um vestido muito característico dos anos 20, mas sem trair todo o figurino da personagem ao longo da novela. Por isso optamos por um vestido ombro a ombro – que é a cara da Maria Vitória – e com decote nas costas – típico da época. Além disso, ela casou de bota branca de renda”.

01/02/2018 - 15:21

Receba as novidades da Tititi em seu e-mail! Cadastre-se abaixo:

*preenchimento obrigatório

Conecte-se

Revista Tititi