“Trabalhar com criança é simplesmente maravilhoso!”, diz Carol Loback

A atriz de "Carinha de Anjo" faz comédia dentro e fora das telinhas. Vem ver!

Por Patricia Battaglia

Crédito: Lourival Ribeiro/SBT" title=""Sempre recebi o apelido de maluquinha na escola", conta a atriz do SBT | Crédito: Lourival Ribeiro/SBT">
"Sempre recebi o apelido de maluquinha na escola", conta a atriz do SBT | Crédito: Lourival Ribeiro/SBT
Quem gosta de Carinha de Anjo, do SBT, ama as trapalhadas de Franciely, a empregada maluca, que adora samba e protege Dulce Maria (Larissa Queiroz) com unhas e dentes. Por trás dessa personagem está a atriz Carol Loback, que falou com nossa reportagem. Confira!

TITITI – Quando decidiu ser atriz? 
Carol Loback – Foi aos 12 anos, quando subi a um palco pela primeira vez, durante um curso de teatro, no Rio, onde morava. Foi um dos momentos mais felizes da minha vida. Senti que ali era meu lugar!

TITITI – Se não fosse atriz seria... 
Carol Loback – Fiz faculdade de artes cênicas, mas acho que seria jornalista também. Adoro escrever e ainda quero trabalhar mais esse lado. Já escrevi uma peça de teatro, que estreará no segundo semestre. E adoraria escrever uma novela! Mas não me sinto preparada ainda. Seria uma ótima colaboradora.

TITITI – Gosta de se ver na TV? 
Carol Loback – No início era estranho. Sou muito crítica e sempre achava um defeito aqui, outro ali... Hoje em dia eu já gosto mais, procuro olhar meus acertos e ver onde posso melhorar.

TITITI – Sua personagem é bem cômica, né? 
Carol Loback – Adoro fazer comédia porque a resposta do público é imediata. E espero que a Franciely termine rica, feliz e sambando na cara da sociedade (risos). Porém, também gostaria muito de fazer um papel dramático.

TITITI – Você trabalha com várias crianças no set. Como é isso? 
Carol Loback – Trabalhar com criança é simplesmente maravilhoso, deixa o ambiente de trabalho bem mais leve. Elas são espontâneas, verdadeiras e isso é muito bom!


TITITI – A relação com a Lorena Queiroz também deve ser muito legal, né? 
Carol Loback – Sim, nossa relação foi sendo construída a cada dia. No início, ela era mais na dela, mas, aos poucos, fomos nos aproximando. Hoje olho pra ela e percebo como sou apaixonada por essa menina, que tem apenas 5 aninhos! É muito bonito ver o crescimento dela, como foi se apropriando da Dulce Maria, ficando cada vez mais à vontade no set de gravação. Ela faz um lindo trabalho.

TITITI – Carol, você tem filhos? 
Carol Loback – Sim, o coração, aliás, anda com muita saudade. Tenho uma filha de 13 anos, a Luiza, ela ficou no Rio. Sempre que tenho folga, vou pra lá ficar com ela.

TITITI – A Dulce é uma menina meio pimentinha. E você, como você era na infância? 
Carol Loback – Sempre recebi o apelido de maluquinha na escola (risos). Mas acho que não aprontava tanto quanto a Dulce, ela é danada! Mas desde pequena sempre gostei de divertir as pessoas, criar personagens, fazer os outros rirem.

TITITI – Também se tornou amiga da Karin Hills, que faz a Irmã Fabiana, certo? 
Carol Loback – Sim! Karin é um barato (risos)! Adoro encontrar com ela dentro e fora do SBT. É incrível como atriz e pessoa.

TITITI – Como carioca, está gostando de morar em São Paulo? 
Carol Loback – A parte mais difícil é ficar longe da minha filha. Mas amo São Paulo, de verdade. Gostaria muito de continuar aqui e trazer minha filha pra morar comigo. Quem sabe?

TITITI – Sente falta do Rio? 
Carol Loback – O que mais amo lá são as pessoas que deixei por um tempinho. Minha filha, minha família toda (ela está solteira no momento). Em Sampa, amo a sensação de que tudo acontece por aqui. E amo comer nessa cidade, meu Deus! (risos)

08/06/2017 - 07:57

Conecte-se

Revista Tititi