Alexandra Richter: Sou a mãe que sempre sonhei ser

A atriz se derrete pela “filha da alma”, Gabriela, e diz que o seu momento é de plena felicidade

Daniel Vilela

Eva (Alexandra Richter) é a terapeuta de Gui Santiago (Vladimir Brichta) em Rock Story | <i>Crédito: Globo/Mauricio Fidalgo
Eva (Alexandra Richter) é a terapeuta de Gui Santiago (Vladimir Brichta) em Rock Story | Crédito: Globo/Mauricio Fidalgo
A alegria tomou conta da vida de Alexandra Richter e só se multiplicou ao lado do marido, o cientista Ronaldo Braga, com quem está há 19 anos (eles eram amigos de infância). E, quando se pensava que eles já não cabiam em si de tanta felicidade, chegou Gabriela, 13, ainda bebezinha, para deixar os dias do casal ainda mais cheios de cor. “Conquistei uma família incrível”, derrete-se a atriz, que durante o processo de adoção da menina não viu a barriga, mas sim seu coração crescer para se encher de ainda mais felicidade. “Ela é minha filha da alma”,  conta.

Repleta de energia e prestes a completar 50 anos, a estrela  pode ser vista em dose dupla na telinha. Além da psicóloga Eva, de Rock Story, que cuida dos miolos moles de Gui (Vladimir Brichta), ela está na reprise de Cheias de Charme (2012) como a perigosa perua Sônia. “Me acho linda ali”, revela, aos risos, sobre os figurinos da personagem.

TITITI – De onde vem esse talento para ouvir os problemas dos outros?
Alexandra Richter – (Risos) Fiz uma vivência com um amigo, Marcelo Bispo, que é terapeuta. Fui ao consultório dele, me ajudou muito. Peguei várias dicas! Como venho do humor, sou hiperativa. E sempre questionava como conseguiria ficar ali, em cena, parada, ouvindo. Mas, nessa preparação, entendi que, de certa forma, você tem voz ativa, mas que o olhar sempre está no outro, na história dele.

Então, nada de vida fácil para ela?
Estou adorando fazer a Eva por conta disso. E agora minha personagem tem profissão. É psicóloga! Você não sabe o quanto isso me deixou animada. Estava fazendo muita perua desocupada, né (gargalhadas)?

Gosta de se ver em dobro na telinha?
Estou adorando, sobretudo porque as duas tramas tem essa pegada musical. Estou amando estar em Cheias de Charme, que vem bombando novamente. Me acho chique na novela, o figurino da Sônia era incrível. Usaria tudo (risos).

Qual o segredo para ser feliz?
Não dá para focar a sua felicidade em uma coisa só, porque se algo sair fora dos trilhos, você acaba se frustrando, se decepcionando. Afinal, a gente não manda no próprio destino, né? Então, neste momento, não me sinto feliz apenas profissionalmente, mas também realizada no lado pessoal.

A maternidade a ajudou a encontrar essa realização?
Sou a mãe que sempre sonhei ser, a que vi minha mãe sendo. Isso, para mim, é conquista. Aliás, a maior da minha vida. Não tem preço.

Sente que chegou aonde queria?
Vou fazer cinquentinha com tudo o que sempre quis. Sou casada há 19 anos com um cara incrível, tenho uma filha maravilhosa. Minha família é uma das coisas mais importantes da minha vida.

Não bate nenhuma crise com a chegada aos 50?
Que crise, gente? Estou viva! E saudável (risos). No máximo, acordo, a coluna dói, aí, estala tudo. Mas é isso! Todo mundo vai chegar lá. E sabe o que faço? Estou simplificando tudo. Quando se leva uma vida mais simples, se fica mais leve. Não tive crise aos 30, nem aos 40, muito menos aos 50. Espera os 60  para ver se aparece (gargalhadas).

E como faz para manter tudo em cima?
Fiz pilates a vida inteira e até malho um pouquinho na academia do prédio (ela mora no Rio). O negócio é não enfiar o pé na jaca! Não bebo, nem fumo... Ah, e não como nada de carne vermelha!

22/02/2017 - 22:00

Conecte-se

Revista Tititi