Após Hoje em Dia, Marone sonha com programa na linha de shows!

O ator revela que pretende seguir o mesmo caminho de Rodrigo Faro e Márcio Garcia

Raquel Borges

Sergio Marone foi muito bem recebido pela equipe do Hoje em Dia, da Record TV | <i>Crédito: Divulgação Record
Sergio Marone foi muito bem recebido pela equipe do Hoje em Dia, da Record TV | Crédito: Divulgação Record
O ator Sergio Marone, que brilhou como o terrível faraó Ramsés, em Os Dez Mandamentos (2015), da Record TV, começou o ano dando uma virada na carreira. O galã, que há um bom tempo declarou o desejo de apresentar um programa de TV, aceitou o desafio de comandar, ao vivo, o Hoje em Dia, durante as férias de César Filho. E tem tirado de letra, já que a atração no primeiro dia comandado pelo artista, em 2/1, marcou 6 pontos e assumiu por uma hora a liderança, à frente do Bem Estar, da Globo. Na ocasião, antes de entrar no ar, Sergio confessou a apreensão com a empreitada. Mas foi abraçado por Renata Alves e Ticiane Pinheiro, comunicadoras fixas da revista eletrônica. 
“Quando estreei no teatro, há 16 anos, estava certo de que era o dia de maior nervosismo da minha vida. Hoje, tenho certeza, estava completamente equivocado (risos). Estou muito feliz de estar aqui e poder tocar você, aí de casa, seja por meio da arte ou trazendo uma notícia como no Hoje em Dia (Marone estará lá até 20/1). Por isso aceitei cobrir as férias do nosso César, queridíssimo colega e grande comunicador, titular desse programa.”
Porém, não é a primeira vez que o gato assume uma missão no gênero. “Em dezembro fiz o Família Record, uma experiência ótima! Mas também já comandei duas edições de Festival de Inverno, pela TVN, do Chile. Foi ao vivo e em espanhol. Apresentei ainda o Miss Brasil duas vezes, na Band (2012/13); Estive também no Florestabilidade (2012), do Futura, uma série sobre manejo sustentável na Amazônia. E não posso esquecer do quadro Dança da Galera, do Domingão do Faustão (2013), na Globo. Ao longo da carreira, tenho investido nessas oportunidades, mas com a consciência de que é um mercado mais fechado”, disse o ídolo nesta exclusiva.
Quer saber mais? Então olha só o que o “grande Hórus” contou pra gente!
 
TITITI – Qual a sensação de fazer um programa como o Hoje em Dia, que é ao vivo e conta com jornalismo? 
Sergio Marone – É um grande desafio diário, uma superoportunidade. Tudo é novo pra mim! Já fiz coisas ao vivo, mas não dando notícias. E é desafiador saber que você está exposto a acontecimentos que podem entrar no ar a qualquer momento. 

Pediu conselhos ao César Filho?
O César é um querido. Acompanhei durante duas semanas o programa com ele, que é um grande jornalista. Observá-lo foi um aprendizado!

E o contato com Renata e Ticiane? 
Nossa, as duas me deixam muito à vontade, me receberam bem, são supergenerosas. A equipe toda é assim, né? De uma competência que me deixa tranquilo, seguro...

Você ainda conseguiu alavancar uma audiência que já tinha números importantes. Ficou na liderança... Como vê isso?
Pois é, fiquei superfeliz com a repercussão, o público está bem contente. 

Teve críticas boas e ruins sobre sua performance. Você leu? O que achou? 
Vi críticas ruins antes da estreia. Depois só li coisas boas. O que o público tem me pedido, pelo menos nas redes sociais, é para sorrir mais, o que é complicado, porque nem toda notícia dá pra sorrir. Também sugerem que eu coloque mais energia na fala. Porém, não pode ficar demais quando se está falando de tragédia... Mas isso tudo a gente vai encontrando.




Sempre foi ligado em telejornais, jornais, sites de informação?
Bastante, adoro saber o que está acontecendo. E, quando passei a dar notícias, tratei de observar ainda mais como o jornalista se posiciona ao dar a informação. Até mesmo diante de um link ao vivo em que a conexão se perde. Analiso todos os percalços possíveis de uma transmissão ao vivo.  

Sonha fazer o mesmo caminho que Rodrigo Faro e Márcio Garcia, por exemplo? São bons atores e também se tornaram comunicadores...
Sim, e tenho muita vontade de apresentar uma atração de variedades. Gosto disso, de me comunicar sem ter um personagem, de poder ser eu mesmo, expressar opiniões... 

Pensa em algum formato ou vai deixar rolar e o que vier será bem-vindo?
Penso, sim. Tenho algumas ideias, que obviamente não dependem só de mim para serem executadas. Tenho que ir conforme a música. E sei o que não seria minha cara.

O que, por exemplo?
Programas policiais, investigativos. Acho que atrações de variedades, como no formato do Hoje em Dia, seria mais o meu tipo. Tem notícia, mas tem entretenimento... Não saberia fazer o estilo que o Marcelo Rezende faz, e é muito benfeito.  



Sua estreia no Hoje em Dia gera frases divertidas na internet como se fosse o Ramsés falando. Curte?
É impressionante como as pessoas não se esqueceram do personagem. Acho que todo ator sonha ter um papel marcante como foi o Ramsés, pelo menos pra mim. De fato, é um divisor de águas na carreira... E não é só o Ramsés, Os Dez Mandamentos foi uma mudança de paradigma. A novela fez o sucesso que fez e ainda ultrapassou os principais produtos da Globo, que são Jornal Nacional e a trama das 9. E a criatividade do público que está na internet é impagável, não tem preço.

Mas você se dedicou bastante, mesmo, ao personagem...
Sim, foi uma atenção intensa, que mexe tanto com o físico quanto com o emocional. Sua vida vira aquilo durante um ano. Eu gravava de segunda a sexta, estudava as cenas nos finais de semana, fazia pesquisas, via os costumes (da época)... E depois da novela pude conhecer o Egito pessoalmente, foi mágico.

O que o deixou mais impressionado?
O templo de Karnak... Boa parte dele foi construída durante o império de Ramsés. Visitei também o templo de Luxor, o Museu do Cairo, onde pude ver a múmia de Ramsés... Aquela arquitetura de milhares de anos ainda em pé... Tudo muito fascinante. 

E você viajou para outros lugares também em função do trabalho, não? 
Sim, para divulgar a novela e o filme. Fui a Portugal, Angola, Chile, Argentina, Uruguai, Panamá, Costa Rica... No mínimo  dez países. 

E a carreira de ator, como fica? 
Não sei, estou deixando a vida me levar. O foco, neste momento, é fazer o Hoje em Dia da melhor maneira possível e ver se não surge algo na linha de shows.

Está solteiro?
Solteiro, na verdade, não... sou enrolado (risos). Tenho uma paixão, um caso antigo... ela não mora aqui no Brasil. E como, em 2016, estive viajando bastante pela Europa, deu pra gente se curtir por lá. 

Tem uma mulherada morrendo de saudade dos músculos do Ramsés.
Pois é... (gargalha). Fiquei com aquele corpo por causa do papel, mas sou feliz do jeito que estou hoje. Continuo treinando, mas não com aquele afinco de antes.

21/01/2017 - 12:00

Receba as novidades da Tititi em seu e-mail! Cadastre-se abaixo:

*preenchimento obrigatório

Conecte-se

Revista Tititi