Gloria Pires: “Já tive algumas puxadas de tapete na minha vida”

A estrela revela: assim como a Elizabeth, de O Outro Lado do Paraíso, já sofreu com a traição de falsos amigos

Daniel Vilela

Mulher de Henrique (Emílio de Mello), mãe de Adriana (Lara Cariello/Julia Dalavia). Mora no Rio de Janeiro com a família. Mas ao cair em uma armação do sogro, Natanael (Juca de Oliveira), é obrigada a forjar a própria morte e a se afastar de todos que ama. Após desaparecer, troca de identidade e será conhecida apenas por Duda. Ela entra num processo de autodestruição em função da bebida e da depressão. Vai vagar por várias cidades até voltar para o Tocantins, sua terra natal. | <i>Crédito: Globo/Raquel Cunha
Mulher de Henrique (Emílio de Mello), mãe de Adriana (Lara Cariello/Julia Dalavia). Mora no Rio de Janeiro com a família. Mas ao cair em uma armação do sogro, Natanael (Juca de Oliveira), é obrigada a forjar a própria morte e a se afastar de todos que ama. Após desaparecer, troca de identidade e será conhecida apenas por Duda. Ela entra num processo de autodestruição em função da bebida e da depressão. Vai vagar por várias cidades até voltar para o Tocantins, sua terra natal. | Crédito: Globo/Raquel Cunha

São tantos os desafios e reviravoltas na vida de Elizabeth/Duda, que come o pão que o diabo amassou em O Outro Lado do Paraíso, que sua intérprete, Gloria Pires, já até perdeu o fôlego neste início da trama. “Estou velha para fazer novela”, diz brincando a estrela, que se desdobra para dar conta de todos os revezes que a pobre mulher enfrenta no folhetim de Walcyr Carrasco. “Adoro a coragem dele, que não economiza história. É uma maratona diária!”, elogia a diva, uma das mais queridas e respeitadas do Brasil.

Nem o novelista e nem o vilão Natanael (Juca de Oliveira) economizaram na hora de colocar pedras no caminho de Elizabeth. “As cenas (dela sendo obrigada a se passar por morta e abandonar o marido e a filha caçula) foram muito dramáticas e o Juca é um ator fantástico, bota medo mesmo”, derrete-se Gloria. Após tudo isso e assumir nova identidade, Duda ainda se entrega totalmente ao álcool.

“O alcoolismo surge quando ela vê aquela vida ótima desmoronar... A bebida se torna uma bengala para ela suportar a vida de ponta-cabeça”, analisa a artista. Ressaltando: Beth ainda está no centro de um dos mistérios do folhetim.
Ao que tudo indica, ela é a mãe de Clara (Bianca Bin), que lhe foi arrancada dos braços ainda bebê. Portanto, a história de mãe e filha se repete. “Ela tem um passado nebuloso que a gente não mostra, bem difícil”, analisa.

Ufa! Ainda bem que esse sofrimento fica só na telinha, né? Afinal, ano que vem Gloria completa 30 anos de casamento com o músico Orlando Morais. “Embora cada um tenha sua carreira, sua maneira de ver a vida, a gente se sente uma pessoa melhor na companhia um do outro”, entende a atriz, que, junto do cantor, tem os filhos Antônia, Ana e Bento Morais. Ela também é mãe de Cleo Pires, herdeira de Fábio Jr.

TITITI – Impossível não se sensibilizar com as reviravoltas na vida de Elizabeth. A gente, em casa, fica com o coração na mão...
Gloria Pires –
A história dela nos mostra que ninguém tem controle algum sobre a própria vida. A gente até tenta, se planeja, projeta o futuro, o dos nossos filhos... E a coisa pode mudar radicalmente de um dia para o outro, sem nenhuma preparação. É o que acontece com a Elizabeth. Por isso as pessoas se identificam com ela, todo mundo tem esse sentimento enorme de vulnerabilidade guardado dentro de si.

Você lida bem com imprevistos?
Eu tento. Sou de Leão com cúspide em Virgem. Por que você está rindo (risos)? O cúspide é quando você nasce no dia em que há a mudança dos signos. Tenho um pé lá e outro cá. Sou bastante metódica, mas já entendi: na vida a gente não controla nada. Uma grande sacada que o tempo te traz.

E qual sacada teria para ela passar por mais essa turbulência?
A Elizabeth passa por algo tão radical, fora dos revezes que a vida traz todo dia, que não sei nem que conselho dar. Deixa eu pensar (pausa). Só diria: calma, respira fundo, vai com fé que uma hora você sai do buraco. Não tem tormenta que dure a vida toda. Uma hora a coisa acalma.

Crê na lei do retorno, tão falada na novela?
Sou kardecista, então acredito, sim. Passei muito por isso, são 54 anos, né (risos)? Já vi muitas pessoas pagando pelo que fizeram e garanto: não é bom de assistir. Às vezes, o juízo vem um pouco mais cedo, outras vezes chega mais tarde. 

Alguma pessoa próxima já a traiu como a Jô (Bárbara Paz) fez com a “amiga” Elizabeth?
Já tive algumas puxadas de tapete na vida. Mas estava tão focada na minha verdade, na minha história, que isso me ajudou a passar por tudo. Claro, a gente fica abalada, é muito ruim ser traída, principalmente quando você percebe que alguém se dedica a te derrubar. É horrível. Mas, se for ficar pensando só nisso, deixo de viver!

Seu casamento, contudo, é blindado...
Se fosse resumir o meu matrimônio com o Orlando, que  em 2018 completa 30 anos, diria: ele foi feito de muita luta, muitos altos e baixos, tantas questões (risos). E, em meio a isso, a gente sempre esteve disponível um para 
o outro. A hora que um cai, o outro ajuda, dá a mão. A gente acredita nesse relacionamento. Eu me vejo melhor ao lado dele e ele, comigo. 

É a sua fórmula do amor?
Ah, isso não tem (risos)!  Cada caso é um caso. Em primeiro lugar é preciso que as pessoas tenham os mesmos interesses, objetivos. Óbvio que cada um tem seus interesses, mas uma relação só é possível com o esforço de ambas as partes. 

E para continuar linda aos 54 anos você tem seus truques, não é (risos)?
Nossa, você está sendo muito bom para mim (gargalhadas)! Tem semanas que não passo nem perto da academia. Estou tão cansada que aproveito para dormir o quanto posso.

Faz dieta?
Tenho boas práticas de vida,  estou sempre preocupada com  alimentação. Do resto, é dormir bem e fazer meus exames a cada três meses. E está ótimo!

Curte tratamentos estéticos?
Mais ou menos. São muito sofridos, doloridos. Não são feitos para gostar, mas para dar alguma esperança, né (risos). Já experimentei coisas doidas, uns choques... esses então não me pegam mais! Garanto!

Pensa em deixar as novelas?
Penso tanto em parar que você nem imagina. Na segunda semana de gravação, me bateu um cansaço sem fim (gargalhadas)!  

08/12/2017 - 16:15

Receba as novidades da Tititi em seu e-mail! Cadastre-se abaixo:

*preenchimento obrigatório

Conecte-se

Revista Tititi