Renata Castro Barbosa: “Adoro fazer as pessoas gargalharem!”

Em um divertido bate-papo, a atriz fala sobre o sucesso no Zorra e que sente saudade dos folhetins.

Daniel Vilela

Além do Zorra, a atriz está no ar na reprise de Tieta (1989), no canal fechado Viva | <i>Crédito: Ricardo Penna
Além do Zorra, a atriz está no ar na reprise de Tieta (1989), no canal fechado Viva | Crédito: Ricardo Penna

É preciso ser ágil para acompanhar Renata Castro Barbosa na telinha. Se, nas noites de sábado, a atriz nos faz rir no Zorra, como uma verdadeira camaleoa se “transforma” na doce Letícia de Tieta (1989), em reprise no canal fechado Viva. “É muita nostalgia e orgulho junto, que saudade daquele cabelão”, brinca a estrela, que tinha apenas 15 aninhos na época. Hoje, aos 43 e ainda mais bonita, diz se sentir plena com a passagem do tempo. “Acho chata essa ditadura de não poder envelhecer”, pondera a humorista, que prefere passar mais tempo ao lado do filho, João Mazzeo, e do marido, o músico Pedro Mamede, do que se preocupando em frente do espelho.

TITITI - Renata, você é praticamente a Musa do Viva! Vira e mexe, a gente pode relembrar alguma novela sua no canal. Agora estamos de olho em Tieta (1989). Tem boas lembranças da trama? Como é se ver no folhetim depois de quase 30 anos?
Renata Castro Barbosa –
Adorei Musa do Viva (risos)! É verdade! Tenho estado bastante por lá... O que me dá muito orgulho. Sinal de que tenho trabalhado bastante! Quanto à "Tieta", tenho as melhores lembranças! Foi um personagem maravilhoso, pelo qual tenho um amor enorme, com um elenco e direção inesquecíveis! Morro de saudade! Assisto todos os dias, e ver com meu filho ao lado é uma delicia! Lembro dos dias que tais cenas foram gravadas...

Você começou bem novinha na profissão. Seus pais sempre te apoiaram?
Sempre! Acho que no início acharam que era uma coisa de criança e que iria passar (risos)... Mas depois foram percebendo que era o que eu queria fazer para o resto da vida! Minha mãe tinha um pouco de medo da instabilidade da profissão, mas sempre me apoiou.

Tem vontade de fazer mais um folhetim?
Tenho! Sou muito feliz no "Zorra" e não penso em parar de fazer. Mas adoro um bom folhetim também (risos)!

Até mesmo num papel dramático para se acabar de chorar?
Adoraria! Acho lindas aquelas lágrimas grossas da Giovana Antonelli (risos)! 

Como descobriu que tinha esse tino para o humor?
Você sabe que eu nem sei como isso aconteceu?! Não comecei com humor... Mas quando vi, era o que mais estava fazendo... E adoro fazer as pessoas gargalharem! É um prazer ver um sorriso, que seja, no rosto das pessoas, por algo que você fez.

E é bem humorada no seu dia a dia?
Nem sempre (risos)! Mas falta de educação e grosseria são coisas que me tiram do sério!

Você é superbonita e não tem vaidade na hora de fazer graça. É tranquilo para você esse desprendimento de se desconstruir na telinha? 
Obrigada pelo superbonita (risos)! É o que mais gosto de fazer! Adoro desconstruir! Gislene, a bigoduda de A Diarista (2004), foi bem marcante pra mim! E no Zorra tenho essa possibilidade também. De poder brincar com essa coisa de beleza, ou não-beleza. Amo me desprender desses padrões de hoje. Acho bem chata essa ditadura de magreza, de não poder envelhecer.

Como cuida do corpo e da alma? 
Atualmente estou até mais vaidosa. Faço ginástica e passo um creme ou outro... Mas confesso que é mais uma coisa de saúde do que por vaidade. Não tenho paciência de passar um creme pro olho, um pra boca, um pro corpo... Prefiro curtir meu filhote e meu marido.

Falando em filhos, como foi ficar longe do João, já que ele fez um intercâmbio para a Inglaterra recentemente?
Horrível! Quase enlouqueci (risos). Mas foi tão bacana para ele [João é fruto do primeiro casamento da estrela, com o ator Bruno Mazzeo]. Valeu cada angústia minha! Ter que deixar filho crescer é complicado, mas fundamental. E ele amou. Filho feliz é sinônimo de mãe feliz.

O casamento continua incrível?
Continua firme e forte! Mas casamento é uma eterna conquista. E quando você ama tem que ficar atenta e cuidar do outro e da relação pra sempre! Nos admiramos e gostamos de estar juntos. Não deixamos de namorar jamais (risos)! Ele já fez música pra mim, sim. Fico toda boba... Mas o que mais gosto são os bilhetinhos que ele espalha pela casa, pela minha bolsa... Vou achando os bilhetes ao longo do dia. Amo!

 

 

01/11/2017 - 17:29

Receba as novidades da Tititi em seu e-mail! Cadastre-se abaixo:

*preenchimento obrigatório

Conecte-se

Revista Tititi